Palavras ao vento…

causos, verdades e mentiras de uma vida repletas de palavras.

Periquitos Setembro 20, 2007

Filed under: cronicas — giovannavilela @ 6:16 pm

Sabe o sonho que todos têm de acordar com o canto dos pássaros? Eu não tenho mais.
Tinha, mas agora os pássaros não me deixam mais sonhar (dizem que a maioria dos sonhos dura pouco mais de três minutos e acontece um pouco antes de acordarmos, como os sonhos sabem que acordarei a seguir eu também não sei).
Já contei aqui do meu jardim suspenso, a varanda onde guardo minhas orquídeas, jasmim, damas da noite e agora… Periquitos. Não, eu não me mudei para a Amazônia, continuo aqui na selva de pedras mesmo, mas pelo visto os periquitos sim.
Acordamos, eu e os bichinhos verdes, todos os dias as 6 30. Não preciso mais despertador, que por coincidência também é verde. Meus amigos vêm todos os dias tomar café da manha na varanda do meu quarto.
Isso já vem acontecendo com alguma freqüência. Só decidi me expressar agora porque no começo achei que poderia ser um pouco pretensioso reclamar dos pássaros enquanto as pessoas têm tantas outras coisas para se preocupar. Além do mais, quem se incomodaria em ter um despertador natural todos os dias, incluindo finais de semana, quando meus adorados vizinhos jogam tênis até tarde, gritando como se esta fosse a única coisa que lhes dá tamanho prazer (desconfio que este seja ), as 6:30 da matina!
Mas hoje resolvi que vou mandar uma multa para eles, esses bichinhos danados que têm a cara de pau de se divertir bem aqui ao lado. Vou pedir ao síndico que me ajude. Acabo de receber uma multa (bem altinha, diga-se de passagem) por “fazer algazarra e emitir sons em demasia numa festividade, sábado”.
Devo ressaltar que mesmo no domingo seguinte a tal “algazarra”, os periquitos tentaram me acordar no horário de sempre, por sorte, na ocasião, ao invés de me tirarem dos sonhos, foram colocados dentro deles.
Voltando à multa, essa decisão está baseada no estatuto do prédio. Aqui ninguém pode se divertir ou fazer barulho, só os periquitos verdes e os tenistas branquelos. Festa, só se for sem música , sem algazarra e nada de risadas ou saltos altos. Ah um detalhe, me falou o síndico, também não é permitido usar muitas vezes o elevador, pois faz barulho e os tenistas e os periquitos devem descansar de noite.

Anúncios
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s