Palavras ao vento…

causos, verdades e mentiras de uma vida repletas de palavras.

Vaidade Junho 6, 2008

Filed under: Divagando — giovannavilela @ 8:40 pm

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo…
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho…

                                E não sou nada!…

 

 

Anúncios
 

3 Responses to “Vaidade”

  1. bonito, moça. mesmo.
    e um pouco de confete ao fento 😉

    beijão

  2. Oi Giovanna,

    Que belíssima reflexão. Acrescentaria que ter a percepção de que não somos nada, quando o fazemos com lucidez, tal como você o faz no texto, é sinal de muita sabedoria e sensibilidade.

    Beijos!!!

  3. pedro - rj Says:

    Que palavras bonitas, escritas com sabedoria, que para mim é o máximo de felicidade no máximo de lucidez. Lendo textos assim é que eu acredito que Neruda estava certo quando disse que “a poesia é a forma concreta da existência do homem”.

    bjos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s